AD (728x90)

Espasmos



Considerado uma contração involuntária do músculo, o espasmo aparece, principalmente, quando o estresse atingiu o limite ou quando houve uma sobrecarga muscular. De acordo com o neurocirurgião da Associação Médica de Brasília, Luíz Cláudio Modesto Pereira, o espasmo também pode ser o resultado de noites mal dormidas e tensão acumulada. "O fator preocupante é que o espasmo pode gerar uma síndrome crônica, ocasionando a contração permanente do músculo", explica especialista.

Qualquer músculo  pode sofrer espasmos, principalmente, os dos membros superiores e inferiores (braços e pernas). No entanto, há dois tipos de contrações: as que não provocam dor e as que provocam. As primeiras são resultado do estresse, como é o caso do tremor da pálpebra: "O que precisa de atenção especial é o fato de que o tremor do olho pode gerar mioclomias, puxadinhas no olho extremamente desconfortáveis", salienta o neurocirurgião.

Já as contrações dolorosas são decorrentes de algum esforço em excesso que o músculo sofreu. "Carregar bolsas muito pesadas, por exemplo, podem provocar uma contratura permanente do músculo dos ombros, devido à sobrecarga. Ou até quem abusa na hora de fazer exercícios físicos pode sentir contrações musculares ", explica Luíz Pereira.

De acordo com o neurocirurgião, o ideal é procurar um especialista quando o espamo permanece, pois é preciso verificar sua origem, que pode ser no nervo, no músculo ou possuir origem psicológica. "A contratura muscular pode ser um sinal, por exemplo, de doenças na medula espinhal. Por isso, é imprescindível saber sua causa", frisa o médico.

Porém, a maior parte dos espasmos pode ser evitada. A grande aliada para isso é a atividade física , "Os músculos precisam de uma boa oxigenação para que os espasmos não apareçam", explica o médico. A seguir, o médico do esporte do Hospital 9 de Julho, Pablius Staduto Braga da Silva, deixa algumas dicas para dar um chega pra lá nos tremeliques.

Faça exercícios aeróbicoseles irão manter a boa oxigenação dos músculos e impedir as contrações

Coloque a hidratação em primeiro lugara reposição dos sais minerais gastos durante os exercícios é crucial para que os músculos estejam sempre saudáveis. "A atividade física gasta os eletrólitos e, se não forem repostos, favorecem os espasmos", explica o especialista

Alimente-se antes dos exercíciosatividade física não pode ser realizada em jejum; o corpo precisa estar preparado para aguentar a repetição dos exercícios.

Aproveite a academia com esforço progressivoabusar nos exercícios prejudica os músculos, porque pode sobrecarregá-los. Ir com calma e ter acompanhamento profissional é o melhor caminho para fugir das contrações musculares.

Escrito por

Um blog que discutirá sobre um assunto que encontra-se esquecido por grande parte da sociedade, "DEFICIENCIA"

0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2011/2017 Tetraplégicos Online. Todos os direitos Reservados. Siga-nos Nas redes Sociais